18 Tipos de facas de cozinha que você deve conhecer e mais dicas imperdíveis!

Se você tem dúvidas de como escolher a melhor faca para o que você está usando, hoje teremos um guia básico sobre facas.


Lâminas
Aço carbono: aceitam melhor a afiação mas perdem o fio mais rápido; perdem a cor quando em contato com alimentos ácidos; o metal é frágil e pode se quebrar facilmente sob pressão.
Aço inoxidável: bem mais forte que o aço carbono; não perde a cor, não enferruja, e apesar de ser mais difícil de se obter uma boa afiação, uma vez obtida dura mais do que a de aço carbono.
Aço inoxidável de alto carbono: material mais utilizado nas lâminas, combina as vantagens do aço inoxidável com as do aço carbono. A porcentagem mais alta de carbono permite que a lâmina aceite e mantenha melhor a afiação.
Cerâmica: as facas de cerâmica são muito mais leves, não oxidam e demoram mais para perder o fio. Contudo são muito frágeis e se quebram facilmente em quedas.

Tipos de Facas
1. Faca do chef (ou faca francesa): essa é uma das facas que não pode faltar, é utilizada para diversos tipos de tarefas, normalmente tem de 8 a 12 polegadas de comprimento.

2. Faca de carne: é como uma faca de chef, porém mais leve e menor, usada para tarefas de cortes mais leves. A lâmina normalmente tem de 5 a 8 polegadas de comprimento.
3. Faca de legumes: essencial para cortes menores, essa é uma faca curta, usada para aparar e cortar frutas, vegetais e outras miudezas, sua lâmina mede de 2 a 4 polegadas.
4. Faca de desossa: é uma faca mais fina, curta e rígida, é utilizada para separar a carne crua dos ossos e mede cerca de 6 polegadas.

5. Faca para filetar: utilizada para tirar filés de peixe, é semelhante à faca da desossa em forma e tamanho, porém é mais fina e flexível.
6. Faca de fiambre: serve para tirar fatias finas de peixes, como sashimis, por exemplo. É uma faca longa e muito flexível, com ponta arredondada.

7. Faca trinchante: utilizada para fatiar carnes cozidas e salmão defumado. Tem uma lâmina longa com serras e ponta arredondada ou aguçada. A lâmina pode ser rígida ou flexível.
8. Cutelo: é uma faca mais pesada e maior, tem uma lâmina retangular (que varia de tamanho) e é utilizado para picar. É pesado suficiente para cortar ossos.
9. Faca tourné: semelhante à faca de legumes, essa também é uma faca pequena, porém sua lâmina é curvada para facilitar o corte de superfícies curvas de vegetais torneados.
10. Faca de ostra: é uma faca curta, menor que a de legumes; contém uma lâmina resistente e dura para auxiliar na hora de abrir conchas.
11. Santoku: assim como a faca de chef, a santoku é utilizada em vários tipos de tarefas. Originária do japão, ela é uma faca mais leve, mais dura e um pouco menor que a de chef. Muitas possuem lâminas alveoladas e são ótimas para o dia-a-dia.

12. Cimitarra: é uma faca semelhante à espada de mesmo nome, porém de tamanho reduzido. Sua lâmina é curva e pontiaguda.
13. Facas com lâminas alveoladas: essa lâmina alveolada serve para ter uma camada de ar entre o alimento e a mesma, afim de evitar que os alimentos que são fatiados grudem na faca.

14. Facas para queijos: há diversos tipos de lâminas para se cortar queijo, as mais comuns são as que possuem furos no meio da lâmina para que queijos mais macios e cremosos não grudem na mesma. São comuns também os que tem uma espécie de "gancho" no fim, para espetar o queijo.
15. Tesoura de destrinchar: é uma tesoura de cozinha que auxilia na destrincha de aves, para separar seus membros com facilidade.
16. Mezzaluna: possuí uma lâmina resistente e arredondada em forma de meia-lua que é ligada por dois cabos, ao invés de um, permitindo assim a facilidade de picar finamente ervas e aromáticos em geral.
17. Cuchillo jamonero: é uma faca comprida e flexível que é utilizada para tirar fatias finas do Jámon (um presunto espanhol curado e envelhecido).



18. Bisturi: é um instrumento cortante que possui grande precisão. Sua lâmina é bem pequena e normalmente é usado em padarias para fazer os cortes típicos em cima dos pães.

Bonus! Sabre: o sabre é um tipo de espada também utilizado na esgrima. Na gastronomia ele é utilizado para a arte cenográfica de abrir vinhos por um sommelier, a sabrage.


Dicas

Superfície de corte: use uma superfície adequada para cortar: cortar diretamente sobre superfícies de metal, vidro ou mármore vai cegar, e finalmente, danificar a lâmina da faca. Para evitar que isso ocorra, sempre use tábuas de propileno (um tipo de plástico) ou fibra de bambu.

Armazenamento: as facas devem ser adequadamente guardadas: há diversas maneiras práticas e seguras de armazenar facas, inclusive em kits, rolos, fendas, racks e prendedores magnetizados. Qualquer que seja o sistema de armazenamento, deve ser mantido tão limpo quanto as facas.

Cabo da faca: deve encaixar-se na mão confortavelmente, se isso ocorrer, reduz-se a fadiga.

E aí, gostou de conhecer todas essas facas diferentes e dicas de uso? Compartilhe com seus amigos e divirta-se na cozinha! ;)

Cuca de banana

Que tal um prato típico brasileiro para alegrar sua semana?

Cuca de Banana
Ingredientes
Massa:
2 gemas
80 g de açúcar
30 g de manteiga sem sal (temperatura ambiente)
90 g de farinha de trigo
75 g de amido de milho
80 ml de leite
30 ml de conhaque
10 g de fermento químico
2 claras (em neve)
3 bananas-nanicas (em rodelas)
Sal (uma pitadinha)

Farofa:
30 g de açúcar
50 g de farinha de trigo
12 g de canela em pó
40 g de manteiga sem sal (gelada e em cubos)

Modo de preparo
Farofa: em uma tigela coloque o açúcar, a farinha e a canela. Acrescente a manteiga, misturando com a ponta dos dedos até que tudo vire uma farofa. Reserve.

Massa:
Pré-aqueça o forno a 180 graus Celsius.
Na batedeira, bata as gemas, o açúcar e a manteiga até que formem um creme.
Incorpore aos poucos a farinha, o amido de milho, o sal, o leite e o conhaque.
Bata as claras em neve, as incorpore cuidadosamente à massa e adicione, por último, o fermento químico.
Coloque metade da massa em uma forma redonda de fundo removível, untada e enfarinhada. Acrescente metade das bananas em rodelas por cima da massa, e coloque a outra parte da massa por cima.
Coloque a outra metade das bananas por cima e finalize com a farofa doce. Leve para assar por aproximadamente 30 minutos.

Pronto! Agora é só servir e comer! Essa cuca de banana vai te apaixonar e você não vai conseguir fazer uma vez só, garanto!
Se gostou da ideia, compartilhe com os amigos! E até a próxima! ;)

Bolo de Chocolate (Sem Glúten e Sem Lactose)

Se você ama bolo de chocolate e receitas de liquidificador, vai adorar essa receita sem glúten e sem lactose! Não vai ter desculpa pra não fazer em casa e servir para os amigos!

Ingredientes
3 ovos
1 xícara (de chá) de açúcar
1/2 xícara (de chá) de óleo
1/ xícara (de chá) de chocolate em pó (50%)
1 xícara (de chá) de água morna
2 xícaras (de chá) de farinha de arroz
1 colher (de sopa) de fermento em pó

Modo de preparo
Em um liquidificador bata os ovos, o açúcar, o óleo e o chocolate em pó. Acrescente a água morna, a farinha de arroz, e bata até a massa ficar homogênea. Por último coloque o fermento em pó e bata rapidamente para incorporar.
Coloque a massa em uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus Celsius por aproximadamente 35 minutos.


E pronto! Um bolo lindo, fofinho, gostoso e sem esforço nenhum. O liquidificador faz todo o trabalho e agora é só comer! Nomnomnom
Espero que gostem da receita. Compartilhe com os amigos, e até a próxima! ;)

Especial Feijoada: Supreme de Laranja e Molho Especial

Quem nunca achou que a fatia de laranja que a gente serve poderia ser melhorada? Poderia não ter aquela parte branca que depois de um tempo amarga tudo, não é mesmo? Então hoje você vai aprender a fazer o melhor corte de laranja: o supreme!
E se você também sempre se perguntou como que se faz aquele molhinho delícia que todos os restaurantes servem junto com a feijoada, hoje é o dia que as suas dúvidas irão acabar!

Supreme de Laranja
Ingredientes
Laranjas =)

Modo de preparo
Com a laranja deitada em uma tábua, corte o topo e o fundo, tirando uma "tampa" com a faca. Esse corte deve ser feito de modo que você consiga enxergar a parte da polpa depois.

Vire uma das partes cortadas para a superfície da tábua e comece a tirar a casca da laranja. Você deve posicionar a faca de uma maneira que ela siga o formato da laranja, assim você tira a casca, a parte branca (pectina), mas não tira a polpa alaranjada (ou tira o mínimo possível).

Você deve estar com uma laranja sem casca nenhuma e sem partes esbranquiçadas. Segure a laranja na mão que está sem a faca e faça um corte entre uma parte branca e, em seguida, faça outro corte na outra parte branca.

A laranja te guiará para tirar seus gomos perfeitamente. E assim que você fizer os dois cortes entre as partes brancas, os gomos se soltarão. Assim o resultado é igual aos gomos de mexerica, mas sem nenhuma pele.

Pronto! As instruções são mais difíceis do que a realidade. E aposto que na segunda laranja você já pega o jeito.

Se não for servir na hora, reserve os gomos na geladeira.


Molho Especial de Feijoada
Ingredientes
80 g de tomate (picado em cubos pequenos, sem as sementes)
80 g de cebola (em cubos pequenos)
1 pimenta malagueta sem sementes (em cubos pequenos)
20 ml de vinagre de vinho tinto
40 ml de óleo
Sal
Cebolinha e salsinha a gosto
Caldo de feijoada (o quanto baste)

Modo de preparo
Misture todos os ingredientes e sirva frio acompanhando a feijoada.

Viu que fácil? E agora você tem a laranja mais gostosa de se comer e um molhinho especial para servir com a feijoada que todos vão perguntar como você fez!
Experimente. Compartilhe com os amigos se gostou, e até a próxima! ;)

Redes sociais




Agradeço pela visita! Espero que tenha gostado. Volte sempre e indique para seus amigos! :)

Encontre aqui

Assine

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!