Dia do Apicultor

Dia 22 de maio é o dia do apicultor, ou criador de abelhas, e eu vim aqui indicar um ótimo documentário! (Disponível gratuitamente no youtube).



"Queen of the Sun", ou traduzindo para "Rainha do Sol" é um documentário muito emocionante, com imagens lindas, músicas fantásticas e uma mensagem real para todos nós. que resumidamente é:
Se as abelhas morrerem, outros insetos também morrem. Se os insetos morrerem, as flores morrem, e consequentemente os pássaros morrem. E logo toda a comida polinizada também acabará. E as abelhas estão morrendo.

O mel, até pouco tempo atrás (considerando a idade do mundo) era apenas dado de presente, e não comercializado. Quando a comercialização começou, também começaram as industrializações dos processos da fabricação do mel.

E essa indústria do mel trata as abelhas como se elas fossem máquinas, e não seres da natureza. Deixam as abelhas presas e as transportam para lugares que precisam da polinização (monoculturas); para acordá-las e fortificá-las para o trabalho que terão à frente, as alimentam com xarope de milho de alta frutose, e em alguns lugares da Europa e da América as pessoas estão usando oxitetraciclina ou tetramicina (antibióticos) nesse xarope, e então as abelhas consomem esse açúcar, e consequentemente, esses ingredientes se transferem para o mel, e quando consumimos essas substâncias, nosso corpo passa a ser resistente a esses antibióticos.

Para muitas polinizações, as abelhas têm que ser importadas, e isso faz duas coisas principalmente: isso importa também doenças que as abelhas locais não tinham, e estressa toda a colônia.
O estresse mata as abelhas. A espera pelo transporte mata milhões de abelhas. E a monocultura e falta de diversidade nas plantações mata as abelhas.

A monocultura é um dos maiores problemas atuais, não é natural e não é bom para a polinização e alimentação das abelhas. Com a monocultura você tira todos os adubos naturais da terra e os substitui por fertilizantes inorgânicos, e ao invés de deixar um ecossistema natural se prevenir contra as pragas, são usados pesticidas.

Então como eu, você e seus amigos podem ajudar as abelhas a morrerem menos?

O próprio documentário dá 6 dicas úteis para você ajudar as abelhas:
  1. Plante flores e ervas diversas no seu jardim que servem de alimentos para as abelhas.
  2. Elimine pesticidas do seu jardim.
  3. As abelhas sentem sede! Deixe uma bacia bem rasa com água limpa no seu jardim quando possível.
  4. Compre mel cru direto do produtor local que não use químicos.
  5. Sempre que possível compre alimentos orgânicos e sem pesticidas.
  6. Se torne um criador de abelhas também e aprenda práticas sustentáveis para ajudá-las.
E por último, sempre se informe! Assista ao documentário com os amigos e converse sobre o assunto, principalmente com as crianças. Não tenha medo das abelhas, e se tiver uma colmeia perto da sua casa, não a destrua, e não chame pessoas que vão destruí-las! Ligue para alguma pessoa que tenha conhecimento sobre como tratar abelhas e retirá-las com segurança da sua área.

Conheça mais sobre as abelhas nativas do Brasil (também conhecidas como abelhas sem ferrão)! Não temos somente a abelha "tradicional" de listras amarelas e pretas, temos várias outras que também produzem mel.



Entre no site SOS Abelhas sem Ferrão para conhecer mais sobre o assunto!

E aí, gostou das informações? Compartilhe esse conhecimento com seus amigos e familiares, e já aproveita e faz a sugestão do próximo dia de filme! Até a próxima! ;)

Brigadeiro Branco de Cachaça

Marvada, cátia, a-do-diabo, aquela-que-matou-o-guarda, assovio-de-cobra, bafo-de-tigre, chá-de-cana, cura-tudo, branquinha, danada, elixir, gasolina, gengibirra, iá-iá-me-sacode, goró, lágrima-de-virgem, levanta-velho, aguardente, moça-branca, maria-meu-bem, óleo-de-cana, pinga, purinha, remédio, saideira, suor-de-alambique, suor-de-cana-torta, tira-juízo, urina-de-santo, veneno, xarope-dos-bebos, ou qualquer que seja o nome que você dá pra cachaça, dia 21 de maio é comemorado o dia dela! E como não podia faltar, viemos fazer receita com a "mardita"!


Brigadeiro Branco de Cachaça

Ingredientes
1 lata (395 g) de leite condensado
2 colheres (de sopa) de manteiga (ou margarina)
1 dose de cachaça (50 ml) (Se quiser mais forte pode ter o "chorinho")

Modo de preparo
Coloque o leite condensado, a margarina e a cachaça em uma panela pequena. Misture bem e deixe em fogo médio ou baixo. Continue mexendo até que a mistura comece a engrossar. Lembre-se de raspar as bordas para não perder nada de conteúdo e não cristalizar o açúcar do leite condensado.

Quando o brigadeiro estiver soltando do fundo da panela*, está pronto.

Coloque em um prato ou recipiente untado com um pouco de óleo vegetal ou manteiga, unte também a parte de cima da massa e cubra com uma tampa ou um plástico filme. Deixe amornar e coloque na geladeira para esfriar completamente.

Retire da geladeira e faça bolinhas. Enrole-as em açúcar cristal ou coco ralado fininho.

*Dica: para saber se o brigadeiro está no ponto, vire a panela de ladinho e veja se a massa cai inteira para o lado, sem grudar no fundo. Na dúvida, mexa mais um pouco, espalhe a mistura por toda a panela e vire novamente. O doce tem que soltar completamente do fundo, caindo para o lado virado da panela. E assim, está no ponto de enrolar! (Se não tem muita experiência fazendo docinhos, opte por uma panela que não seja antiaderente, assim fica mais fácil de saber o ponto certo!)


E aí, curtiu a receita com a cachaça? E os nomes, conhecia algum? Você chama de um nome diferente aí na sua casa? Conte aqui nos comentários!

Até a próxima! ;) Não esqueça de testar a receita e compartilhar com os amigos.

Dia das Mães: a continuação - Antepasto

Se você perdeu a parte um do dia das mães corre que ainda da tempo de aprender, as receitas são super fáceis de fazer e super rápidas também, e tenho certeza que sua(s) mãe(s) vai/vão adorar!

Passando pelo café da manhã na cama, chegamos ao almoço, ou a qualquer parte do dia, na verdade, porque essas belezinhas ficam boas em qualquer ocasião: acompanhando almoço, jantar, um pãozinho no meio da tarde, sozinhas, com ovo, com pão, com lasanha, com pão, até no café da manhã! Mencionei que fica bom com pão? Eu adoro essa receita, e está como receita de dia das mães porque além de ser fácil de fazer, a minha mãe faz sempre!

Parte dois: antepasto de berinjela e pimentões

Ingredientes
1 berinjela grande
1 pimentão vermelho
1 pimentão amarelo
4 dentes de alho (mais ou menos, coloque a gosto)
Azeite

Opcionais: sal, aliche em pedaços pequenos (são bem salgados, cuidado), azeitonas verdes ou roxas picadas, cebolas em fatias finas (elas diminuem a validade da receita), uvas passas brancas ou pretas, alcaparras, orégano, outros temperos (como salsinha, manjericão, pimenta-do-reino, pimenta calabresa seca, etc), e o que der na telha. :)


Modo de preparo
Retire a casca da berinjela e corte-a em tirinhas (não muito finas, nem muito grossas) de aproximadamente 4 dedos de comprimento. Deixe as berinjelas em um recipiente meio fundo e cubra-as com água e um punhado generoso de sal. Pode deixar de molho por uns 30 minutos.
A água vai ficando meio preta, é normal. Quando passar esse tempo (mais ou menos), retire as berinjelas e as amasse bem com as mãos para tirar toda a água. Isso faz com que a berinjela não fique com aquele gosto amargo. Coloque-as na assadeira que vai usar e reserve.




Corte os pimentões em tirinhas parecidas com a da berinjela (pode usar com casca mesmo)* e os coloque na forma também. Pique os alhos em pedaços pequenos e jogue por cima de tudo.
Acrescente o que quiser de sabores opcionais! Misture bem e regue com uma quantia generosa de azeite.

Coloque a forma, coberta com papel alumínio, no forno pré-aquecido a 180 graus Celsius por aproximadamente 30-40 minutos. Depois desse tempo retire o papel alumínio com cuidado e deixa por mais uns 10-15 minutos.

Pode servir já em seguida, mas eu prefiro deixar tudo esfriar, colocar em um pote com tampa e comer assim, nem muito frio, nem muito quente. Para conservar por mais tempo, deixe na geladeira em um pote fechado por até 5-8 dias (mais ou menos). Não deixe muito tempo para fora da geladeira pois a mistura pode fermentar e ficar com gosto de azedo.

*Caso não queira utilizar os pimentões com casca siga as seguintes instruções:
1. Espete o pimentão em um garfo, de preferência um garfo mais comprido, para não ter perigo de queimar as mãos.
2. Coloque o pimentão diretamente em contato com o fogo (se tiver forno a lenha melhor ainda). Isso mesmo, não tenha medo. A casca vai ficar bem preta e queimada, é isso que queremos.
3. Vá virando o pimentão até que a casca inteira esteja preta.
4. Retire do fogo e abafe-o. Pode colocar o pimentão em um pote bem fechado ou em um saquinho de comida também bem fechado.
5. Deixe abafar por alguns minutos e abra o saquinho.
6. A casca deve estar fácil de sair agora. Com a mão, ou com a ajuda de uma faca pequena, vá puxando as cascas até tirar tudo.
7. Pronto! Lave rapidamente os pimentões para tirar qualquer resíduo de queimado e já pode usar assim.



E aí, gostou das dicas e da receita de dia das mães? É muito gostosa, e nem parece que é super saudável, né? Compartilhe com os amigos e teste em casa!
Até a próxima! ;)

Dia das Mães

Para comemorar o dia das mães que está chegando, vou postar duas receitas deliciosas! Uma para o café da manhã e outra que pode ser servida em qualquer horário do dia, e as duas são muuuito fáceis, então não tem desculpa para não fazer, ein!

Parte Um: O café da manhã na cama.
Cafezin com pão coração

Ingredientes
Para o café:
2-3 colheres cheias (de sopa) de pó de café
400 a 500 ml de água quase fervendo

Para o pão:
1 fatia de pão de forma
1 ovo
Manteiga ou azeite (opcional, mas fica mais difícil de queimar o pão se usar)

Modo de preparo

Café: para quem quer fazer um café simples, passado pelo coador é só colocar o pó no coador e colocar uma água para ferver. Antes que a água borbulhe, tire-a do fogo e jogue-a sobre o pó de café em um fio fino. Não mexa o pó e não jogue a água toda de uma vez, tenha paciência. E pronto! Assim que o café parar de sair do outro lado, ele está pronto.

Dica: Se já for servir tudo bem, caso ainda vá demorar um pouco, aqueça em fogo baixo por apenas 1 minuto (se não fica com gosto de queimado) e coloque em uma jarra térmica ou uma jarra que fique bem fechadinha. Na dúvida, não coloque açúcar, leve o açucareiro e uma colher de café junto ao café da manhã.

Mais dicas: não coloque açúcar direto na água, assim você não erra e também pode usar a borra de café (café molhado e já usado) para colocar nos seus vasos de plantas, dizem que afasta as formigas, e pareceu verdade.

Para saber mais como passar o cafezinho de todo dia, vá para o post do "Socorro na Cozinha"

Para o pão: corte um coração no meio do pão de forma, pode ser com uma faca ou com um vazador com esse formato.

Em uma frigideira levemente untada com manteiga ou azeite, coloque seu pão, deixe tostar levemente e vire-o, coloque o ovo bem centralizado no lugar do coração e deixe que cozinhe um pouco em fogo baixo.

Se gostar da gema bem mole, estará pronto em aproximadamente 3-4 minutos, caso não, espere 3-4 minutos e vire o pão novamente, com cuidado, e deixe mais uns 3 minutos.

Passe um pouco de azeite ou manteiga no coração que retirou do pão inicialmente e doure-o também na frigideira para servir junto!




E aí, gostou das dicas e ideias para o café da manhã na cama? Surpreenda sua(s) mãe(s) nesse dia das mães!
Não perca a próxima receita de dia das mães! ;)

Redes sociais




Agradeço pela visita! Espero que tenha gostado. Volte sempre e indique para seus amigos! :)

Encontre aqui

Assine

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!