Panelas? Qual usar

Vamos falar de panelas...

Este post é dedicado às panelas, para sabermos da diferença entre elas, sobre quais são as melhores e piores e um pouco sobre seus materiais. Não sabe qual panela usar e pra quê? Não tem problema, é só continuar lendo...

A primeira panela que vou falar, na minha opinião, é a melhor.

Panela de pedra-sabão:

É uma panela muito utilizada na culinária pelos indígenas originados de Minas Gerais. Ela tem uma natureza antiaderente e mantém o calor por muito mais tempo. Além disso, libera quantidades significativas de elementos nutricionalmente importantes, como o cálcio, o ferro, magnésio, manganês e níquel.


Panelas antiaderentes (teflon):

Normalmente o material antiaderente reveste as panelas de alumínio, porém podem revestir também as panelas de cobre, ferro e outras ligas metálicas. A evaporação do teflon origina gases CFC, que são prejudiciais ao meio ambiente. Se panela riscar há riscos de soltar resíduos na comida. As vantagens dessa panela é que ela é muito prática, muito fácil de limpar e não precisa de gorduras.
Panelas de ferro

São panelas boas contra a anemia, pois soltam ferro na comida. Porém são revestidas com uma tinta para que não enferrujem facilmente, e essa tinta possui níquel e outros elementos que podem ser eliminados aos poucos na hora da preparação dos alimentos. A panela pode também ficar exposta e enferrujar. Para evitar que isso aconteça é importante produzir uma camada superficial de óleo antes do armazenamento, para evitar o contato com o oxigênio e umidade do ar. Quanto maior a acidez e/ou o tempo de preparação do alimento, maior o teor de ferro liberado. Indicado para vegetarianos, mulheres em idade fértil e crianças. EM CASO DE FERRUGEM: não utilizar a panela pois pode causar doenças intestinais.
Panelas de vidro:

São boas panelas porque não transferem resíduos para comida, são extremamente recicláveis e fáceis de limpar. Porém pouco práticas e alguns dizem deixar um gosto artificial na comida. Além de não dourar carnes porque as panelas retêm calor de baixo para cima e quem não está acostumado com ela, normalmente queima a comida. Além de serem mais pesadas e mais caras.

Panelas de cobre:

São panelas resistentes à corrosão e possuem transmissão homogênea do calor. Contudo o cobre migra para os alimentos facilmente, principalmente em alimentos mais ácidos. Possui baixa estabilidade química, em contato com ar úmido, fica esverdeado. O cobre é um mineral essencial humano relacionado ao metabolismo e absorção de ferro, porém, sua ingestão excessiva pode causar náuseas, vômito, diarreia e danos renais a longo prazo.

Panelas de alumínio:

São as panelas mais comuns. Um dos pontos negativos é que o alumínio migra para alimentos ácidos ou alcalinos, fazendo com que a panela não seja boa para ferver água, fazer molhos e/ou iogurtes. Os íons podem inibir processos metabólicos que interajam com magnésio e ferro. Alguns estudos dizem que esta panela também contribui para o mal de Alzheimer e de parkinson. As vantagens são que elas são mais leves, mais baratas e distribuem o calor por igual.
Panelas de aço inox:


Cuidado com preparações ácidas e com panelas que possuam níquel em sua composição, pois é altamente tóxico.
Evitar elementos abrasivos na hora de limpar a panela de inox. Além de ferver água pelo menos 3 vezes antes da primeira utilização. Ela é uma boa panela que distribui por igual o calor.

Panelas de cerâmica:


Cuidado com peças de cerâmica para ornamento, que possuam desenhos pintados, por exemplo, pois a tinta pode é prejudicial à saúde; e também com panelas mais velhas, ambas podem conter chumbo que se desloca para o alimento facilmente. Porém é uma boa panela que se bem cuidada, não deve transferir substâncias tóxicas aos alimentos.

Panelas de barro:


Diferencia-se da panela de cerâmica pela argila utilizada e por não ter a moldagem, vitrificação e queima do acabamento final. Vantagens: não solta substâncias prejudiciais no alimento e mantém o gosto mais "fiel" dos alimentos. Boa para receitas ensopadas e pode ir ao forno. Cuidado com a procedência, pois a panela pode conter metais pesados como o chumbo.


Panelas esmaltadas:


Pode fazer tão mal quanto a cerâmica vitrificada por poder conter elementos tóxicos como o chumbo. Evitar panelas antigas (antes de 1980) e panelas pintadas à mão. Também costuma ser uma panela fina, que pode queimar facilmente os alimentos.



Espero que tenham gostado desse post... Se esqueci de alguma panela ou querem mais informações como esta, comentem no post!

Até a próxima. :)

0 comentários. Comente também!:

Postar um comentário

Redes sociais




Agradeço pela visita! Espero que tenha gostado. Volte sempre e indique para seus amigos! :)

Encontre aqui

Assine

Digite seu endereço de email e fique por dentro das novidades!